quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

O olhar de Azul!

    Olá, pessoal! Hoje vamos falar sobre um livro que foge do padrão fictício ou romântico de 300 páginas. O nome dele é O olhar de Azul, do Júlio Emílio Braz. 

   
 Esse livro faz parte de uma coleção da Ftd. chamada Deu no Jornal. Essa coleção é formada por livrinhos curtos que foram escritos por Pedro Bandeira, Walcyr Carrasco, Luiz Antônio Aguiar, Júlio Emílio Braz e Fernando Bonassi. Tais livros foram escritos inspirados em manchetes de jornais (por isso o nome da coleção, hehe), mas é claaaro, com mais criatividade e sentimento. 
     A história é sobre uma paciente crônica (poliomielite) que agora mora num quarto de hospital e é considerada por muitos como "incapaz" de perceber o mundo à sua volta e se comunicar com ele. 
     O nome dela? Pode chamá-la de Azul. Sim, Azul, profunda e intensa, como ela mesma se descreve.
     A rotina pálida de uma vida de hospital é quebrada ao longo das poucas 53 páginas do livro. Um pequeno-grande amor.
     Não vou me demorar na descrição da história porque qualquer palavra a mais poderia ser considerada um Spoiler, devido ao tamanho do livro. Hahaha.
     Bom, o único ponto negativo do livro é que quando você começa a viciar nele, ele simplesmente ACABA! 
     Duas curisidades relacionadas: 
     1- Sempre no final de cada livro dessa coleção, aparece a matéria de jornal que inspirou o autor.

     2- O livro possui ilustrações lindas! ♡.


Luna aprova!

É isso, fica a dica! 
Baci! ♥ Até a próxima.
Bia
PS: Uma pose da Totuga, só pra descontarir. Hahaha.

                                                                                ♡




Nenhum comentário:

Postar um comentário